Vida de casada

Era difícil imaginar que tanta coisa mudaria, meus primeiros dias na casa nova foram movidos a choro e saudade, saudade dos meus pais, mesmo eles estando a uns 10min de ônibus da minha casa, o chegar do trabalho e não encontra-los foi uma das piores dores que eu poderia sentir.

Minha mudança foi bem brusca, nunca participei das contas da casa e minha única tarefa domestica era manter  o meu quarto arrumado, eu e Bruno brigamos bastante no começo até que nos conscientizamos que era papel dos dois cuidar do lar e aceitar as diferenças um do outro.

Aaaa, as diferenças! Por mais que você namore uma pessoa por 8 anos, como foi o meu caso, nada é tão difícil como a convivência a dois, as manias não são as mesmas, a sua bagagem não é a mesma, eu por ser filha unica sempre acostumada a ter meu espaço e ele com irmão e cachorros por toda a parte sempre acostumado a dividir espaços, foi difícil.

É difícil, mas aos poucos a saudade dos pais deixa de doer e da lugar a momentos incríveis que nem em sonho você pensaria ter com eles. As brigas dão lugar a conversas e as tarefas domesticas continuam sendo chatas mas são internalizadas, são feitas no automático. A convivência vai se encaixando e vocês aos poucos vão sabendo respeitar o espaço do outro.

Respeito é o que deve mover todas as relações.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s